Sejarsa A é Tri Campeão da Taça Ouro 2019!

O Sejarsa A venceu a forte equipe do Santos pelo placar de 7×0 neste sábado, dia 14/12, conquistando assim seu terceiro título consecutivo da Liga da Amizade Sabará – Taça Ouro.

Na fase classificatória, a equipe classificou-se em 6º lugar, algo que não era esperado de forma alguma pelo elenco que possui, sendo apontada como uma das favoritas para a conquista do título. Foram 9 jogos, apenas 3 vitórias, 5 empates e 1 derrota.

A campanha da Fase Classificatória

  • 4×1 Sejarsa B
  • 4×1 Sejarsa C
  • 0x1 Laçador
  • 2×2 Sejarsa D
  • 0x0 Corínthians
  • 2×1 José Madrid
  • 3×3 Cartel
  • 1×1 Santos
  • 1×1 Educandário

Quartas de Final – Taça Ouro

O Sejarsa A pegou o então terceiro colocado na classificatória, o Educandário, que vinha surpreendendo no certame e venceu em disputado jogo por 2×0.

Semifinal – Taça Ouro

Um clássico, pela primeira vez em todas as ligas, duas equipes do Sabará enfrentariam-se nesta fase, o adversário seria o Sabará B, detentor da segunda melhor campanha da classificatória, mas o Sejarsa A não teve conhecimento e venceu por 6×0.

A Grande Final!

Com clima de revanche referente a final de 2017, onde A e Santos enfrentaram-se na final da Liga, com vitória do Sejarsa A por 2×0, este foi um jogo com muitas expectativas e muitas provocações esportivas ao longo da semana. Ambas equipes cresceram muito nos matas, realizando grandes jogos.

O início do jogo foi bem disputado, o Santos criou duas chances claras para abrir o marcador, enquanto o Sejarsa A nem ao menos chegava a meta Alvi-Negra, até que em uma cobrança longa de falta, Didio foi acionado em lançamento e na primeira oportunidade abriu o placar para o Sejarsa A, o Santos sentiu e seu treinador acusou o golpe, que foi sentido dentro de campo, em seguida, 2×0.

Sem uma explicação tática plausível, o Santos lançou-se a frente, ainda no primeiro tempo, sem ao menos, estabilizar-se encontrar-se em campo para depois voltar a atacar. Por outro lado, o Sejarsa A foi mais efetivo taticamente, recuando suas linhas e jogando no contra-ataque, chamando o Santos para o seu campo, realizando lançamentos precisos para seus rápidos meias e atacantes.

O placar de 7×0 foi construído de forma tranquila pelo simples fatos da precisão nas conclusões dos mortais jogadores do Sejarsa A, que em 6 oportunidades criadas, fizeram quatro gols, um rendimento acima da média.

Bastou ao Santos, que provocou a semana toda, a lição e igualmente os parabéns pela campanha construída e pelos jogos das quartas e semifinais que foram épicas, passando pelo forte Laçador e pelo líder da fase classificatória Corínthians Gaúcho de virada.

Resumo da campanha do Tri-Campeão

  • 12 jogos
  • 6 vitórias
  • 5 empates
  • 1 derrota
  • 32 gols feitos
  • 11 gols sofridos

CARTEL é Tri-campeão da Taça Prata!

O Cartel sagrou-se também tri-campeão, vencendo o forte José Madrid nos penalts por 3×2, após um jogo emocionante que terminou empatado em 2×2.

Apesar dos muitos problemas enfrentados pela equipe, durante o certame, dentro e fora de campo, o Cartel foi construindo sua trajetória aos poucos, fazendo por merecer o tão querido título, que este ano, a Taça Prata teve um peso muito maior que nos anos anteriores, pois teve também a participação das equipes da Taça Ouro que foram desclassificadas na fase de Quartas-de-Final.

A campanha na Fase Classificatória

  • 3×3 José Madrid
  • 2×1 Sejarsa D
  • 1×3 Sejarsa B
  • 0x6 Corínthians
  • 1×3 Educandário
  • 1×1 Santos
  • 3×3 Sejarsa A
  • 2×3 Laçador
  • 0x3 Sejarsa C

Quartas de Final – Taça Prata

O Cartel venceu de virada o Sejarsa D pelo placar de 2×1, estas duas equipes fizeram em 2018 a final desta mesma Taça, tendo o Cartel vencido pelo placar de 1×0.

Semifinal – Taça Prata

O Cartel pegou nesta etapa o Educandário, terceiro da classificatória, mas que perdeu nas quartas-de-final da Taça Ouro e desceu para a Taça Prata, na repescagem, o Cartel venceu pelo placar de 6×0, com exibição de luxo do atacante Cloister.

A Grande Final – Taça Prata

Em jogo muito parelho, equilibrado e disputado no meio campo contra o José Madrid, uma equipe sempre guerreira, mas que também teve seus problemas dentro e fora de campo, realizaram uma partida emocionante, que resultou em um empate por 2×2. Nos penalts, o Cartel sagrou-se Tri-Campeão ao vencer por 3×2.

Seleção do Campeonato

Indicação realizada por Jackson e Angelo, os únicos que assistiram todos os jogos.

  • Goleiro: Alison – Cartel
  • Lateral Direito: Alex Sandro – Sejarsa A
  • Zagueiro: Vitor Mateus – Sejarsa A
  • Zagueiro: Guilherme Gonçalves – Educandário
  • Lateral Esquerdo: Robson – Santos
  • Volante: Bryan – Sejarsa A (Também CRAQUE do campeonato)
  • Meia: Diego Denicol (Kaká) – Sejarsa A
  • Meia: Luiz Henrique – José Madrid
  • Meia: Marcio Augusto – Laçador
  • Atacante: Cássio Luiz – Corínthians
  • Atacante: Diovane Nunes – Sejarsa A
  • Técnico: Adriano Bottino – Sejarsa D

Artilheiro – Cloister (Cartel) 7 gols